ULTRASSONOGRAFIA GESTACIONAL 3D/4D EM PEQUENOS ANIMAIS

Guilherme Fazan Rossi, Edmilson Rodrigo Daneze, Keyla Carstens Marques de Sousa, Rafael Rodrigues Camacho, Maria Emilia Franco Oliveira, Marcus Antônio Rossi Feliciano, Wilter Ricardo Russiano Vicente

Resumo


A presente revisão tem por objetivo descrever as atuais utilizações da ultrassonografia tridimensional (US 3D/4D) em obstetrícia veterinária de pequenos animais. A ultrassonografia tridimensional surgiu na década de 1950 e começou a ter maior aplicabilidade nas áreas de obstetrícia e ginecologia no início dos anos 1980. Essa técnica ultrassonográfica 3D facilita o estudo volumétrico de órgãos e estruturas e por permitir um terceiro plano da imagem (plano coronal) possibilita o cálculo volumétrico mais precisamente, principalmente aqueles órgãos com formato irregular. A modalidade 4D é utilizada na avaliação de estruturas e funções via correlação imagem espaço-temporal. Mesmo sendo uma técnica disponível há mais de 30 anos em medicina humana, na veterinária os estudos são recentes e necessários para demonstrar a especificidade e sensibilidade da técnica ultrassonográfica na rotina da obstetrícia de pequenos animais.

Palavras-chave


Pequenos animais. Ultrassonografia volumétrica. Obstetrícia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1191