AVALIAÇÃO DA FREQÜÊNCIA DE CASOS DE LEISHMANIOSE VISCERAL CANINA NA REGIÃO DE BEBEDOURO

Josiane Morais Pazzini, Marly Caliman Wanderley

Resumo


A Leishmaniose visceral (LV) é uma doença parasitária com ampla distribuição mundial. Protozoários do gênero Leishmania são os agentes causais de LV. Os parasitas são transmitidos como forma flagelada, promastigotos, através da picada de várias espécies de mosquitos pólvora da subfamília Phebotominae, que são encontrados mundialmente. É importante destacar, que a Leishmaniose é uma doença que ainda não tem cura, porém novas drogas vêm sendo testadas para a implantação de um protocolo terapêutico altamente efetivo. Segundo a organização mundial de saúde, a LV é uma das sete endemias mundiais afetando de um a dois milhões de pessoas a cada ano. No Brasil é descrita em várias regiões, como: Bauru- SP, Sorocaba- SP, Birigui-SP, Porto Alegre-RS, Apucarana-SP entre outras cidades. Neste trabalho, apresentamos as principais características da doença, sua importância para saúde pública e com que freqüência ocorre na cidade de Bebedouro – SP.

Palavras-chave


Epidemiologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v2i1.326