HEMATOMAS E PETÉQUIAS INTESTINAIS ASSOCIADA A ENTERITE PROXIMAL EM EQUINO PORTADOR DE SÍNDROME CÓLICA

Juliana Maria Avanci Agostinho, Fernanda Coutinho de Freitas, Rita Aparecida Lataro, Angélica Trazzi Bento de Moraes, Paula Pimentel Valente

Resumo


Caracterizada por manifestação de dor abdominal aguda, sendo mais comuns as dores de origem gastrointestinal, a Síndrome Cólica é uma das principais enfermidades que acometem a espécie eqüina. Como uma das causas de manifestações de dor abdominal aparece a enterite aguda, uma doença inflamatória de etiologia desconhecida, envolvendo principalmente o duodeno. O presente trabalho relata o caso de uma égua da raça quarto de milha atendida no Hospital Veterinário da FAFRAM apresentando sinais de desconforto abdominal com possível deslocamento do ceco. À laparotomia exploratória confirmou-se o deslocamento do ceco associado à presença de hematomas e petéquias em toda a extensão da serosa do intestino delgado, sugestivos de enterite proximal. O pós-operatório foi mantido com antibioticoterapia e uso de antiinflamatórios, medicações pró-cinéticas e protetores de mucosa gástrica. A complicação pós-operatória observada foi endotoxemia seguida de começo de laminite aguda, também controladas. Após o término da terapia medicamentosa os sinais de desconforto abdominal, endotoxemia e laminite cessaram, sendo a terapia clínica e cirúrgica satisfatórias.

Palavras-chave


Síndrome Cólica. Enterite proximal. Equino.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v2i2.474