TRATAMENTO DE CISTO PARAPROSTÁTICO EM UM CÃO

Elzylene Léga, Valéria Fardin, Rita Aparecida Lataro, Ana Paula Caliman, Juliana Maria Avanci Agostinho, Rafael Marques Zanchetta, Paula Silva Oliveira

Resumo


O presente trabalho relata o caso clínico de um cão da raça American Pit Bull Terrier, de 7 anos de idade, pesando 27,3kg, atendido no Hospital Veterinário da FAFRAM, apresentando emése, disúria, disfagia, disquesia e dor abdominal. Ao exame físico, observou-se escore corporal baixo, desidratação moderada, dor à palpação abdominal e abdômen distendido. Os perfis hematológicos e bioquímicos evidenciaram redução nos parâmetros da série vermelha. À ultrassonografia, foi observada formação cranial à próstata com conteúdo anecóico repleto de celularidade, medindo 14,6 x 9,67cm, sugestivo de cisto paraprostatico. O animal foi submetido a celiotomia para preenchimento do espaço morto cístico com o omento como membrana biológica. À ultrassonografia constatou-se recidiva do quadro sendo o animal submetido à nova cirurgia, realizando a técnica de cauterização do cisto seguida da omentalização convencional. Após 60 dias, ao exame ultrassonográfico, não foi revelado alterações e o animal encontra-se em bom estado.

Palavras-chave


cisto; próstata; cão

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v3i1.478