HABRONEMOSE NASAL EM UMA ÉGUA

Fernanda Coutinho de Freitas, Angélica Trazzi Bento de Moraes, Paula Pimentel Valente, Juliana Maria Avanci Agostinho, Geórgia Mode Magalhães

Resumo


A Habronemose é uma doença parasitária, e sua patogenia não está totalmente clara. Supõe-se que as larvas mortas ou que estão morrendo, desencadeiem uma reação de hipersensibilidade. Pode-se realizar tanto o tratamento clínico, como a exérese cirúrgica do granuloma caso seja necessária. O presente caso ilustra uma enfermidade das vias aéreas inferiores secundária a uma afecção parasitária atípica obstruindo o tecido nasal e adjacências. A terapia clínica instituída através da aplicação de neguvon intranasal, mostrou-se eficiente, não ocorrendo recidivas.

Palavras-chave


Habronema. Atípica. Equino.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v3i1.479