CORREÇÃO DE RÁDIO CURVO POR TÉCNICA DE OSTECTOMIA EM CUNHA E OSTEOSSÍNTESE COM PLACA E PARAFUSOS - RELATO DE CASO

Patrícia Franciscone Mendes

Resumo


As deformidades angulares dos membros podem ocorrer devido à malformação óssea, dietas ricas em cálcio, consolidação inadequada de fraturas ou fechamento precoce das linhas epifisárias distais dos ossos longos. As epífises distal e proximal do rádio crescem em proporções diferentes das epífises ulnares, a interrupção do crescimento da ulna, devido ao fechamento precoce das linhas epifisárias, restringe o crescimento longitudinal do rádio, resultando no desenvolvimento de uma deformidade angular óssea denominada rádio curvo. O tratamento do rádio curvo é cirúrgico sendo que a técnica cirúrgica mais utilizada é a ostectomia ulnar associada a um enxerto de gordura autógena e fixador externo. Este trabalho tem como objetivo relatar a eficácia do tratamento para correção do rádio curvo em um cão, enfatizando o uso de um procedimento cirúrgico pouco convencional que consiste na técnica de ostectomia ulnar e radial em cunha associada à osteossíntese com placas e parafusos.

Palavras-chave


Rádio; Curvo; Ostectomia; Osteossíntese

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v4i2.778