AVALIAÇÃO ANATOMOPATOLÓGICA E CAUSAS DE MEGAESÔFAGO EM CÃES

Romeu Moreira dos Santos

Resumo


RESUMO: O esôfago é um órgão tubular músculo-membranoso que transporta o alimento da faringe até o estômago, sendo importante para o fluxo alimentar. Está sujeito a algumas afecções, dentre as mais comuns, em cães, tem-se o megaesôfago, doença relacionada a várias etiologias. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar macroscopicamente esôfagos de cães portadores de megaesôfago (ME) comparativamente ao de não portadores (NME) desta patologia. Foram analisados oito cães, sendo quatro ME e quatro NME, dos quais dois animais eram de porte grande e dois de porte pequeno, em cada grupo. O material foi coletado de animais que foram submetidos à necropsia no Hospital Veterinário da Faculdade Dr. Francisco Maeda (FAFRAM) - Ituverava, SP. Macroscopicamente, os cães portadores de megaesôfago apresentaram dilatação deste órgão, com hiperemia, consistência flácida ou rígida e, em um caso, presença de corpo estranho. Neste estudo, podemos concluir que o megaesôfago têm alterações patológicas que se apresentam de formas diferentes para cada tipo de etiologia.

Palavras-chave


Esôfago; Fraqueza Esofágica; Regurgitação; Cão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v4i2.799