PRIMEIRO RELATO DE Graphiola phoenicis EM TAMAREIRA NO NORTE DE MINAS GERAIS

Acleide Maria Santos Cardoso, Adelica Aparecida Xavier, Regina Cássia Ferreira Ribeiro, Edson Hiydu Mizobutsi

Resumo


Relata-se a ocorrência do fungo Graphiola phoenicis em folhas de tamareira proveniente do município de Janaúba - MG. O objetivo do trabalho foi comprovar e notificar a ocorrência da doença em tamareira no Norte de Minas Gerais. As folhas apresentavam pequenas manchas amarelas, nas duas faces da lâmina foliar e na ráquis, com a coalescência das lesões, estas se tornavam necróticas e sobre as mesmas observaram-se soros, estruturas reprodutivas do fungo. O material foi mantido em câmara úmida e examinado após três dias em microscopia óptica. Por meio de cortes histológicos, visualizou-se liberação de esporos de coloração amarelada com aproximadamente 3,03-4,04 x 3,03-5,05µm intercalados com feixes de hifas de 25,53 µm, as quais emergiam do interior de soros, estendendo-se por cerca de 2 a 5 mm para extremidade externa. A diagnose da doença e a identificação do patógeno foram realizadas com base nos sintomas e nas estruturas fúngicas, caracterizando este fungo como Graphiola phoenicis.

Palavras-chave


Falso carvão, Phoenix dactylifera, Coqueiro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1428