CARACTERIZAÇÃO DA MISTURA ÓLEO DE SOJA E GORDURA SUÍNA 1:1 (m m-1) E SEU POTENCIAL NA PRODUÇÃO DE BIODIESEL

Alexandre Fontes Pereira, Carlos Alexandre Pinheiro, Patrícia Fontes Pinheiro, Adilson Vidal Costa

Resumo


O biodiesel no Brasil é obtido, predominantemente, pela reação de transesterificação de óleo de soja por via metílica. Buscando encontrar uma maneira em minimizar a quantidade de óleo de soja usado na produção de biodiesel, o objetivo deste trabalho foi averiguar o potencial da mistura de óleo de soja e gordura suína 1:1 (m m-1) para esse fim, para isso foram determinadas suas propriedades físico-químicas e sua composição por cromatografia gasosa acoplada a detector de chamas (CG-DIC). A referida mistura apresentou umidade, índice de acidez, índice de iodo, massa específica, ponto de fusão, índice de saponificação e composição de ácidos graxos dentro do desejado para matéria-prima na produção de biodiesel, sendo encontrados 20,84% de palmítico, 8,32% de esteárico, 30,55% de oléico, 33,53% de linoléico e 2,39% de linolênico.

Palavras-chave


propriedades físico-químicas, composição, cromatografia gasosa acoplada a detector de chamas, ácidos graxos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1449