REGULADOR DE CRESCIMENTO E DENSIDADE POPULACIONAL NA CULTURA DO AMENDOIM RASTEIRO

Luiz Gustavo Moretti de Souza, Tiago de Lisboa Parente, Edson Lazarini, João William Bossolani, Sheila Caioni

Resumo


A cultura do amendoim tem adquirido grande importância no sistema de rotação com a cana de açúcar, sendo cada vez mais importante o desenvolvimento de pesquisas referentes ao manejo da fisiologia da planta. Assim, o presente trabalho objetivou avaliar a influência de diferentes densidades de plantas e manejos fitotécnicos com regulador de crescimento na cultura do amendoim. O experimento foi realizado na fazenda experimental da UNESP, em Selvíria – MS, em um Latossolo Vermelho Distrófico. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados em esquema fatorial 5 x 2, sendo duas densidades de semeadura (18 e 25 sementes m-1 de sulco) e 5 manejos fitotécnicos (doses do regulador de crescimento etil-trinexapac aos 40 e/ou 55 DAE), com quatro repetições. Foi avaliada a produção de matéria seca da parte aérea, altura de planta, número de vagens, número de ramificações secundárias, teor de óleo e proteína nos grãos, massa de mil grãos e produtividade de vagens. As densidades de plantas testadas não influenciaram na produtividade da cultura. A aplicação de 250 g ha-1 de etil-trinexapac aos 55 DAE promoveu o maior acúmulo de matéria seca na planta, teor de lipídios nos grãos, massa de mil grãos e produtividade de vagens.

Palavras-chave


Arachis hypogaea; Etil-trinexapac; Produtividade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1774