RESPOSTA DA PRODUTIVIDADE DE SOJA SUBMETIDA A DIFERENTES NÍVEIS DE DESFOLHA

Alessandra Sousa Vilas Boas, Lívia Cordaro Galdiano Chicone, Anderson Tadeu Alcantra Pereira, Jõao Alberto Oliveira Junior, Lâmia Maria Del Guerra dos Santos, Jessica Vivia de Camargos

Resumo


O manejo de pragas e doenças na cultura da soja tem por objetivo evitar perdas em produtividade e isso se da devido aos danos ocasionados nas estruturas foliares por esses fatores. O objetivo deste trabalho é quantificar o impacto em produtividade devido a desfolha em diferentes estádios reprodutivos. O trabalho foi conduzido na região de Ituverava – SP, na safra verão 18/19 em um Latossolo Vermelho distroférrico. O delineamento utilizado foi de blocos casualizados com parcelas de 4 linhas de 5 metros, com 4 repetições e 14 tratamentos. Os tratamentos utilizados foram desfolha total nos estádios R1, R3, R4, R5 e R6 e desfolha parcial nos estádios R2 e R5. Os maiores impactos na produtividade ocorram nos estádios R4 e R5, quando realizada a desfolha total. Nos tratamentos com desfolha parcial as maiores reduções na produtividade ocorreram no terço superior do estádio R2. No estádio R5 a desfolha parcial teve impacto semelhante em produtividade independente da localização.

Palavras-chave


Desfolha; Estádio Reprodutivo; Impacto; Produção; Folhas;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.3957