CORRELAÇÃO DA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA APARENTE DO SOLO COM TEORES DE COBRE E MANGANÊS

Matheus Menezes, Vanderlei Artur Bier, Bruna de Villa, Aramis Franklin Zaror, Andressa Keli Maculan, Dayane Taine Freitag, Jair Antonio Cruz Siqueira, Luciene Kazue Tokura

Resumo


O avanço tecnológico da agricultura de precisão possibilitou no setor agrícola, aplicações mais pontuais de insumos para o manejo das culturas. A agricultura de precisão leva em consideração a localização da área e o manejo adotado, com o intuito de melhorar e aumentar a produtividade das culturas, que na maioria das vezes está relacionada com a fertilidade do solo e pode ser avaliada por meio da condutividade elétrica aparente do solo. Assim, foi objetivo do estudo realizar medições de condutividade elétrica aparente do solo através do medidor de condutividade indutivo Geonics® EM38-MK2 e correlacionar com os teores de cobre e manganês em duas áreas distintas (Área A e B). A correlação dos dados foi determinada pelo coeficiente de Person e índice Kappa por meio do software Surfer 10. Observou-se que a condutividade elétrica aparente do solo pode ser correlacionada diretamente com os atributos cobre e manganês na área de manejo comercial (Área A). Na área experimental (Área B), não se observou correlação dos atributos. Enquanto, nas áreas em que a correlação foi identificada, foi possível reduzir a densidade amostral de análises laboratoriais, de modo que o histórico da área e o manejo empregado pode interferir na relação de condutividade elétrica aparente do solo com os micronutrientes de cobre e manganês.

Palavras-chave


Condutivímetro; Atributos de solo; Agricultura de precisão

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.3959