DINÂMICA DOS ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO AO LONGO DA SAFRA 2008/2009, PARA SEIS CULTIVARES DE CANA-DE-AÇÚCAR

Hélio Francisco Silva Neto, Joana Diniz Rosa Silva, Luiz Carlos Tasso Júnior, Diogo Marques, Marcos Omir Marques

Resumo


A análise química do solo permite avaliar parâmetros responsáveis pelo melhor desenvolvimento da cana-de-açúcar, possibilitando a adequação da cultura às condições do solo em que ela é inserida. O solo cultivado com os genótipos de cana-de-açúcar apresenta dinâmica diferente ao longo do tempo de cultivo. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi comparar a composição química do solo, na camada 0-20 cm de profundidade, sob seis cultivares de cana-de-açúcar, ao longo da safra 2008/2009. O experimento foi desenvolvido na FCAV/UNESP, Jaboticabal. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados em esquema fatorial 6x3 com 3 repetições. Os tratamentos principais formam os seis cultivares com ciclo de maturação no meio de safra: CTC 15, IAC91-1099, IACSP94-4004, IACSP95-5000, RB855536 e SP81-3250. Os tratamentos secundários foram as três análises realizadas ao longo da safra: 12, 15 e 17 meses após o plantio. A amostragem de solo ocorreu de forma aleatória nas entrelinhas da cana. As amostras foram enviadas ao Laboratório para análise química de solo. Pode-se concluir que os teores de matéria orgânica, pH e CTC no solo tendem a diminuir ao longo das épocas analisadas. Comportamento inverso foi observado para acidez potencial. Os cultivares IACSP94-4004 e RB855536 obtiveram os resultados mais satisfatórios apresentando elevados teores de matéria orgânica, pH e CTC e baixa acidez potencial. Resultados contrários foram obtidos pelos cultivares CTC 15 e SP81-3250, indicando a pior qualidade do solo cultivado com estes exemplares, sendo necessário uma maior atenção para os próximos anos de cultivo da cana soca.

Palavras-chave


adubação, Saccharum spp, variedades

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/nucleus.v8i2.547