Uma análise comparativa da satisfação dos consumidores em centros de compras planejados e não planejados

Harrison Bachion Ceribeli, Edgard Monforte Merlo, Nathalia Sayuri Abe Diniz

Resumo


Este trabalho teve como objetivo comparar os centros de compras planejados e os não planejados, considerando os atributos mais importantes para a satisfação do público universitário de Ribeirão Preto. Realizou-se um levantamento de campo em Ribeirão Preto, baseado na aplicação de um questionário estruturado segundo a escala de Likert, desenvolvido pelos autores a partir de três modelos teóricos, que analisam atributos de atração e satisfação de consumidores em centros de compras. Os dados coletados foram analisados utilizando-se a técnica estatística de regressão múltipla. Dentre as principais constatações obtidas, destaca-se a delimitação de elementos que influenciam a satisfação dos consumidores tanto em centros de compras planejados quanto em centros não planejados (localização, qualidade do mix de produtos dos lojistas e variedade de lojas), além da constatação de que a satisfação dos consumidores em centros de consumo não planejados está vinculada principalmente ao desempenho individual de cada lojista, ao passo que a satisfação dos consumidores em centros comerciais planejados está vinculada ao desempenho conjunto dos lojistas. Para pesquisas futuras, sugere-se que este estudo seja ampliado para outros segmentos demográfico-geográficos de consumidores, de modo a validar os dados obtidos neste trabalho.

Palavras-chave


Centros de compras não-planejados; Shopping centers; Satisfação do consumidor.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/nucleus.v8i2.603