REDUÇÃO DA TAXA DE EXPANSÃO FOLIAR DE TOMATEIROS PARASITADOS POR Meloidogyne javanica

Leônidas Leoni Belan, Fábio Ramos Alves, Waldir Cintra de Jesus Junior

Resumo


Entre os problemas que mais afetam a produção do tomateiro estão os fitopatógenos. Dentre esses, os nematoides do gênero Meloidogyne causam consideráveis perdas econômicas anuais no cultivo de tomate em todo o mundo. O conhecimento dos índices fisiológicos de crescimento é extremamente importantes na interpretação das relações patógeno-hospedeiro-ambiente. Neste contexto, quantificou-se a influência do parasitismo de populações crescentes de M. javanica sobre a taxa expansão da área foliar (TEAF) na fase de desenvolvimento inicial de acessos de tomateiro tipo cereja. Os efeitos negativos do parasitismo dos nematoides se manifestaram na fase inicial de desenvolvimento das plantas. Verificou-se crescimento linear da população final (PF) de M. javanica em todos os acessos de tomateiro cereja avaliados à medida que se aumentou o nível do inóculo inicial do nematoide, ocasionando redução linear da TEAF. Dessa forma, práticas de manejo que reduzam a população de nematoides do solo durante a fase vegetativa dos tomateiros, vão favorecer o crescimento e desenvolvimento das plantas e a consequente produção de frutos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/nucleus.v8i2.636