NITROGÊNIO RESIDUAL DA SOJA NA PRODUTIVIDADE DE GRAMÍNEAS E DO

Hipólito A.A. Mascarenhas, José Antônio de Fátima Esteves, Elaine Bahia Wutke, Paulo César da Luz Leão

Resumo


Estudou-se a influência do nitrogênio com a utilização da inoculação de Bradyrhizobium e soja. A eficiência da inoculação é dependente principalmente de uma boa condição com relação à acidez e a fertilidade do solo. Nas décadas de 1970 a 90, foram realizados diversos estudos com relação ao cultivo da soja em sistemas de rotação com diversas gramíneas (arroz, milho, sorgo, trigo, cana-de-açúcar e também o algodão). Esses estudos mostraram que além da preservação do ambiente, o efeito residual do nitrogênio fixado pelo cultivo da soja e de seus restos culturais, permite a substituição parcial ou total da adubação nitrogenada na cultura seguinte, obtendo-se a otimização da produtividade e a redução parcial dos custos de produção.

Palavras-chave


Soja; Inoculante; Nitrogênio; Produção

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/nucleus.v8i2.642