RPG COMO FERRAMENTA FACILITADORA DO ENSINO DE BIOLOGIA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA DISCENTES DO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DAS PALMEIRAS-SP

Cristiano Pedroso-de-Moraes

Resumo


O jogo de interpretação de papéis (RPG) é muito diferente de jogos comuns, pois é possível comparar uma sessão de jogo a uma peça de teatro ou filme, resguardando a diferença que, durante tal sessão, os participantes têm a liberdade de ação e improvisam suas falas, o que caracteriza um verdadeiro “teatro de improviso”. Nesse ínterim, a prática de tal jogo torna o aprendizado mais divertido e corrobora para o desenvolvimento de interesse dos discentes, pois permite ao aluno vivenciar a matéria da sala de aula, fixando melhor seu conteúdo. O presente trabalho teve por objetivo a verificação da eficiência do RPG como “ferramenta” de ensino-aprendizagem na disciplina de Biologia em alunos da segunda série do Ensino Médio em um Colégio Estadual situado no município de Santa Cruz das Palmeiras, SP. O uso do RPG como “ferramenta” facilitadora do ensino de Biologia foi eficaz, pois, despertou nos discentes envolvidos a curiosidade pelo saber. Além disso, serviu para o desenvolvimento de competências relacionadas à resolução de problemas científicos e contribuiu em caso isolado para o início do reestabelecimento de relações sócio familiares. Entretanto, como se pode observar na metodologia utilizada, tal ferramenta apenas se torna passível de uso em pequenos grupos de alunos.

Palavras-chave


Aprendizagem; Projetos Didáticos; Ensino

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1109