Reposição Volêmica em cães portadores de sepse grave: Revisão de Literatura

Inajara Nakamura Hirota, Rodrigo Prevedello Franco, Guilherme David Galvani, Jaqueline Gabrielli Silva Simões

Resumo


A água por ser um componente vital para todas as formas de vida torna-se uma ferramenta importante na terapia de várias afecções. A utilização da reposição volêmica visa restabelecer as perdas hidroeletrolíticas e a homeostase do organismo. Quando pacientes apresentam-se no quadro de sepse grave, uma síndrome complexa de caráter emergencial há a presença da instabilidade hemodinâmica levando ao quadro de hipoperfusão e hipóxia tecidual, podendo evoluir para a disfunção múltipla de órgãos. Contudo, um exame físico minucioso associado ao diagnóstico precoce e a realização da terapia de reposição volêmica, podem reduzir a alta taxa de mortalidade destes pacientes, sendo este um desafio para o médico veterinário. Com isso, buscou-se realizar uma atualização bibliográfica, destacando as principais definições, classificações, fisiopatogenia, sinais clínicos e causas de sepse grave, enfatizando a necessidade de terapia e protocolos de reposição volêmica neste contexto, bem como a importância do monitoramento clínico dos pacientes.

Palavras-chave


Sepse, Volemia, Fluidoterapia, cães

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/na.v5i1.866