DIFERENCIAÇÕES ENTRE AS ENFERMIDADES HEMORRÁGICAS DOS SUÍNOS

Henrique Meiroz de Souza Almeida, Igor Renan Honorato Gatto, Rodrigo de Lemos Marini, Maria Emilia Franco Oliveira, Samir Issa Samara, Luís Guilherme de Oliveira

Resumo


As doenças de caráter hemorrágico em geral se originam de agentes infecciosos. A ocorrência dessas enfermidades causa impactos diretos à sanidade do rebanho e ao status sanitário da produção nacional, o que pode levar ao levantamento de barreiras comerciais. Dentre as enfermidades infecciosas que apresentam hemorragias como um dos principais sinais clínicos, algumas têm destaque mundial por serem doenças de notificação compulsória segundo a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), sendo a Peste Suína Clássica (PSC) e Peste Suína Africana (PSA), estas em particular disseminam rapidamente causando problemas sanitários, ambientais, sociais e grandes prejuízos para o setor. Outras enfermidades não enquadradas como de notificação obrigatória, como a Erisipela, Pasteurelose e Samonelose, também representam grandes problemas aos plantéis nacionais causando prejuízos de menor escala a produção, mesmo assim o controle dessas enfermidades se torna imprescindível. O principal problema na identificação é a estreita relação entre algumas enfermidades e a semelhança entre sinais clínicos, dificultando a diferenciação dessas doenças com quadros hemorrágicos. Este trabalho teve como objetivo realizar uma revisão de literatura sobre como identificar e realizar o diagnóstico diferencial entre as enfermidades hemorrágicas dos suínos.

Palavras-chave


suínos, enfermidades, hemorragias, PSC, PSA

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738//1982.2278.980